fbpx

Mesa de jantar com banqueta ou com cadeira?

Qual a mesa de jantar perfeita para reunir a família na hora da refeição ou receber convidados para compartilhar experiências e dividir um bom vinho?

É na mesa de jantar que nos sentamos para celebrar diversas conquistas da vida, com almoços, jantares e festas especiais. No entanto, muitas pessoas não possuem um ambiente separado para colocá-la e, por isso, utilizam a mesa em espaços, como a sala de estar ou cozinha.

Aqueles que contam com uma sala de jantar completa, geralmente a utilizam apenas durante ocasiões especiais. Não importa qual papel a sua mesa de jantar desempenha em sua vida diária, ela merece ser devidamente selecionada para complementar a composição do seu espaço, oferecendo funcionalidade, conforto e beleza.

Pensando em ajudar na montagem da sua sala de jantar, destacaremos neste post algumas dicas sobre como escolher a mesa de jantar ideal para sua casa, considerando os tipos de assentos também.

Como escolher a mesa de jantar?

É possível encontrar a mesa de jantar adequada para seu espaço, mas uma regra é fundamental para escolher o modelo certo: ela deve ser convidativa e confortável!

O quão convidativas e confortáveis elas precisam ser?

Isso vai depender do gosto pessoal, do estilo de decoração e da funcionalidade que ela irá proporcionar, de acordo com o espaço do ambiente.

Há opções de mesas redondas, ovais, quadradas, retangulares, em L, com cadeiras ou com banquetas. Além dessas características, é preciso considerar a quantidade de assentos que elas oferecem, como 4, 6, 8 lugares ou mais.

As mesas de jantar podem ser feitas de diversos materiais, como madeira, vidro, pedra, metal, dentre outros. Contudo, a escolha do material vai de encontro ao estilo e gosto do cliente. Além disso, deve-se levar em consideração também a durabilidade e resistência do material.

Vale destacar que, a mesa e as cadeiras não têm que combinar. As cadeiras só têm que combinar com a mesa em termos de escala, proporção. Contudo, este fator traz mais liberdade para a composição do ambiente com personalidade e conforto.

Afinal, o que é importante considerar na escolha das cadeiras?

A proporção das cadeiras

Um dos erros mais comuns são as cadeiras não corresponderem à mesa em termos de tamanho. É sabido que, na decoração, a proporção é tudo, principalmente em espaços menores.

Cadeiras demasiado baixas ou altas ou com braços que o impeçam de estar próximo da mesa são extremamente desconfortáveis e comprometerão o bem-estar das pessoas na hora da refeição. Assim, é imprescindível medir a mesa, além de levar em conta a espessura do tampo.

Sempre, ao escolher as cadeiras, é importante levar em conta a altura do assento e do encosto. Uma cadeira com um assento proporcional, mas com um encosto baixo para a mesa não vai trazer o conforto necessário.

Para testar a altura do assento e a distância em relação à mesa de jantar, é oportuno experimentar e perceber a ergonomia do assento da cadeira, independentemente do estilo. 

Para você, qual seria a cadeira mais confortável? Aquela com estofado ou sem?

Cadeiras estofadas ou não?

Comumente, as cadeiras estofadas são extremamente confortáveis e, de acordo com opiniões de muitas pessoas, até mais elegantes. Elas também tendem a ocupar mais espaço, podendo não ser ideais para uma sala de jantar pequena. Além disso, são mais difíceis de limpar.

As cadeiras sem tecido normalmente são mais estreitas, por isso, ocupam menos espaço e é possível que consiga ter mais cadeiras em torno da mesa. São também mais fáceis de limpar, por isso, não tem que se preocupar se alguém entornar algum líquido ou deixar cair comida.

Para quem tem crianças, as cadeiras sem tecidos são mais adequadas. Todavia, são mais duras e, subsequentemente, menos cômodas.

Se o perfil da família é de ficar mais tempo sentada à mesa, as cadeiras estofadas parecem ser a melhor escolha.

Vale destacar que, buscar inspiração é um bom primeiro passo para qualquer projeto de interiores. Sendo assim, converse bastante com seu arquiteto ou designer de interiores e conheça as opções adequadas ao seu estilo e espaço disponível.

Inclusive, estes profissionais podem indicar as banquetas como solução para espaço e para a decoração.

Banquetas para sala de jantar como solução para ambientes pequenos

Em apartamentos pequenos, por exemplo, conciliar uma sala de jantar no mesmo espaço do ambiente de sala de estar nem sempre é uma tarefa fácil. Contudo, o uso das banquetas pode ser uma opção inteligente e bonita ao mesmo tempo, para decorar e promover praticidade para o ambiente.

As banquetas são móveis versáteis e podem ser usadas também na bancada da cozinha americana, na ilha e área gourmet.

Contudo, é preciso saber qual o tamanho correto das banquetas, o modelo mais indicado para sua decoração e a quantidade ideal para compor o ambiente.

Veja abaixo algumas características importantes para escolher as banquetas para sua casa.

Quantidade de banquetas

Conforto é tudo! Além de considerar o tamanho da bancada da cozinha, o ideal é que cada pessoa possa ficar à vontade ao se sentar na banqueta, sem encostar muito na pessoa ao lado. Sendo assim, este é um ponto importante na contagem.

Caso a bancada seja comprida, como as usadas no espaço gourmet ou na área da churrasqueira, o ideal é adquirir no mínimo 4 banquetas. 

Comumente, paras as bancadas da cozinha ou ilha utiliza-se pelo menos 2 banquetas, mas a quantidade irá variar de acordo com o espaço e com a quantidade de moradores do imóvel.

Agora que já falamos sobre a quantidade de banquetas, qual seria a altura ideal? O que devemos considerar antes de comprá-las?

Temos um e-book feito especialmente para esclarecer e entender o que avaliar antes de comprar móveis. ACESSE: https://materiais.maxmd.com.br/4-perguntas-para-nao-errar

Altura ideal da banqueta e como escolher

Existem no mercado banquetas com e sem regulagem de altura. Portanto, este é o primeiro passo a ser observado quando o assunto é a altura delas.

Se optar por banquetas sem regulagem observe as medidas abaixo:

  • Banqueta baixa – o ideal é que elas tenham cerca de 60 a 65 cm do chão, enquanto a mesa ou bancada deve ter de 90 a 92cm de altura.
  • Banqueta média – para as bancadas que possuem cerca de 1m de altura, as banquetas médias são as ideais. Para manter a coluna ereta e uma boa ergonomia, deixe a banqueta a uma altura de 70 a 75cm do chão.
  • Banqueta alta – agora, para acompanhar bancadas altas com aproximadamente 1,15m de altura, é interessante optar por banquetas que ficam de 83 a 85cm do chão. Assim, será possível promover uma postura confortável.

Vale destacar que, se tratando de banquetas com regulagem, o pistão a gás pode ser uma boa alternativa quando a bancada não possui medida padrão, como alguns móveis sob medida. Dessa forma, o ajuste de altura permite maior flexibilidade, inclusive por causa das diferentes estaturas.

Banqueta com ou sem encosto?

O que é melhor: Adquirir a banqueta com ou sem encosto?

Que dúvida, não é mesmo?!

Não fica difícil responder a esta pergunta quando consideramos alguns detalhes.

Se a intenção é usar o móvel por bastante tempo, como em jantares, por exemplo, é melhor que haja encosto, atingindo assim um maior conforto.

Já se for usada por pouco tempo, apenas como apoio, o encosto é dispensável. 

Banquetas sem encosto também podem poupar espaço na hora de guardar, em bancadas mais baixas. Pense nisso!

Cores e design das cadeiras ou banquetas

Personalidade é imprescindível! Portanto, o estilo da pessoa deve ser considerado no momento da escolha das cores das cadeiras e banquetas para mesa de jantar.

A escolha também estará atrelada ao restante da decoração do ambiente e o profissional responsável pelo design poderá ajudar muito, utilizando ideias mais atuais, modernas ou até mesmo no estilo retrô, já que essa característica agrada a muitas pessoas.

Vale destacar que, em um ambiente bem decorado, uma boa iluminação e móveis bem-posicionados promovem a leveza, além do conforto e da praticidade.

Afinal, o que é melhor: Cadeira ou banqueta para mesa de jantar?

Como falamos anteriormente, o que irá realmente definir a melhor escolha, é o espaço disponível do ambiente, a quantidade de moradores da casa, a funcionalidade que estes móveis irão promover e a preferência do cliente.

Portanto, ter um bom projeto de móveis planejados irá facilitar todas as decisões para o conforto da sua família e amigos.