fbpx

Cozinha conjugada

No planejamento das residências atualmente, a cozinha conjugada com a sala de jantar ou com a sala de TV tem sido uma escolha cada vez mais frequente.

O motivo para isso é, em muitos casos, a redução dos espaços residenciais. Dessa forma, optar por um ambiente aberto e conjunto facilita a circulação de pessoas, além de trazer mais funcionalidade e amplitude ao local.

Isso porque a cozinha conjugada pode ser de dois tipos:

  1. Cozinha conjugada com a sala de jantar

Nesse primeiro modelo, o espaço de cozinhar é integrado com o local das refeições e comumente eles são divididos por uma bancada ou balcão. Assim, o ambiente do preparo dos alimentos fica mais arejado, além de permitir a integração com quem está na mesa de jantar, por exemplo, sejam convidados ou familiares.

  1. Cozinha conjugada com a sala de estar ou sala de TV

A outra opção é quando o espaço de preparo e consumo das refeições é integrado com a sala de estar ou a sala de TV. Nesse modelo, é comum haver a separação dos dois ambientes por bancadas ou mesmo pela mesa de jantar.

A escolha por um dos dois vai depender das preferências dos moradores e também do espaço disponível no cômodo.

Vantagens e desvantagens de optar por uma cozinha conjugada

Um ponto importante para decidir se a cozinha conjugada é o melhor para a residência em questão é conhecer os benefícios e os problemas que esse modelo de cômodo pode trazer no dia a dia.

Confira a seguir as vantagens de se ter uma cozinha conjugada:

  • Integração entre as pessoas que estão no ambiente, ou seja, entre quem está preparando o alimento e quem está na sala, sem que os convidados tenham que ficar em pé na porta da cozinha;
  • Funcionalidade no dia a dia, já que, dessa forma, pode-se usar o ambiente da sala de jantar, por exemplo, para colocar uma cristaleira e guardar utensílios que não cabem na cozinha;
  • Melhor fluxo de pessoas, visto que, com uma parede a menos separando os cômodos, há mais espaço para circulação;
  • Economia de energia, já que, com os dois cômodos juntos, o gasto com iluminação e ventilação pode ser reduzido.

Por outro lado, algumas desvantagens também são comuns quando o assunto é a integração dos ambientes, sendo a principal delas o risco de haver fumaça e calor dissipando para a sala. Para driblar esse problema, uma dica é usar um depurador de ar.

5 Dicas para planejar sua cozinha conjugada

Confira a seguir algumas dicas para deixar o seu ambiente funcional, sem perder o conforto e a beleza que a decoração pode trazer.

Temos um material exclusivo que vai te ajudar identificar e escolher os melhores fornecedores de móveis planejados. Através de 4 perguntas você entenderá a real credibilidade e comprometimento de uma empresa. Acesse pelo link: https://materiais.maxmd.com.br/4-perguntas-para-nao-errar

1.  Escolha dos materiais

O primeiro passo deve ser escolher bem os materiais que irão compor os móveis e os elementos decorativos do ambiente. Isso porque, como será um único espaço, a mobília precisa estar em harmonia, tanto no espaço de cozinhar quanto no ambiente da sala ou de refeições.

Para isso, uma dica é optar por materiais de cores e texturas semelhantes. Por exemplo, caso os armários sejam feitos com madeira em um tom mais claro, opte pelo mesmo material para a mesa e a bancada.

Isso irá trazer coesão para o ambiente, deixando-o com um aspecto cleane organizado.

2.  Uso de bancadas ou balcões

Outra dica é sempre optar por uma bancada na separação da cozinha com a sala de jantar. Além de ajudar a organizar o ambiente, a bancada serve de apoio no preparo dos alimentos e também podem ser colocados banquinhos ao seu redor, servindo como uma mesa.

Já para a cozinha conjugada com sala de estar, uma dica é usar a mesa de jantar, se houver, para separar os dois ambientes.

Cozinha Azul

3.  Prefira o minimalismo

A terceira dica é não exagerar nos detalhes dos móveis, ou seja, opte por uma mobília com acabamentos geométricos e retos. Isso porque, como são dois ambientes interligados, o excesso de informação e de detalhes pode deixar o espaço sobrecarregado visualmente.

4.  Utilização de espelhos

Essa dica é válida para todos os ambientes, mas principalmente para as casas e apartamentos com espaços mais reduzidos, visto que a utilização de espelhos grandes nessas situações traz maior amplitude e melhor iluminação do cômodo.

5.  Escolha os móveis planejados

A última dica é optar por uma mobília planejada. Isso é essencial para trazer harmonia e elegância para o ambiente, além de melhorar muito a funcionalidade e o aproveitamento de espaço.

Os móveis planejados em uma cozinha conjugada ajudam a organizar o local visualmente, mantendo um bom fluxo de pessoas e sem perder os espaços que podem ser utilizados.

Entre em contato com a MAXMD e saiba mais sobre como escolher a sua cozinha conjugada.

Temos duas outras matérias muito legais para você, está indeciso entre os móveis clássicos ou modernos. Na primeira delas, falamos sobre o que o arquiteto deve entregar em seu escopo de trabalho. E a outra trás 9 cozinhas para você mostrar para o seu arquiteto.

Tenho certeza que você vai gostar da leitura!